Diga não a Gordofobia

Leia mais

Sorteio de Réveillon

Leia mais

Papo de Amiga - Morar "sozinha"

Leia mais

17.2.13

Meus 18 anos...

Parece que foi ontem que eu ainda dormia no meio dos meus pais... Que meu pai se acordava ao ouvir meus passos na escada, chorando, porque tive algum pesadelo. Ou quando minha mãe ficava toda preocupada ao ver que eu estava com febre! Ah, também lembro da minha irmã, quando deixava o gênio de "aborrecente" de lado e me dava carinho.
 
 
Finalmente chegou a fase da adolescência, onde o circulo da amizade começou a aumentar e com isso a auto-estima baixa apareceu. Sofria preconceito de alguns colegas, que só porque não tinham pais que se preocupavam, criticavam os meus.
Estar nessa etapa da vida e se sentir diferente é muito difícil! Sim, eu tinha amigos, mas são coisas que eles não entendiam e sempre preferi ficar quieta.  Passei por problemas ( e ainda passo) com auto-estima baixa, ser a única gordinha da turma e nem me sentir "bonitinha". A verdade é que sempre me senti deslocada, por ser a única em não formar "grupinhos" para falar mal dos outros, por não querer copiar tudo de outra(Roupa, sapato, cabelo)... Sempre procurei ter personalidade, encontrar e achar quem eu sou, sem a influência de ninguém! Foi graças aos meus pais, que me educaram desde de pequena a não seguir os outros e nem tentar ser que não sou...
 
 
É neles, meus pais, que eu penso quando vou fazer algo e não esqueço dos valores que aprendi, que com toda certeza passarei aos meus filhos. Foi mais ou menos com 15 anos que comecei a me sentir alguém, encontrei meu cantinho no mundo através da escrita... Dos livros, de tudo que tem arte... Aprendi a expor meus sentimentos através de cada palavra que escrevia e nunca mais parei. Li livros que soltaram a minha imaginação, me fizeram conhecer mundos novos e sentimentos que nunca imaginei sentir!
 
 
E aqui estou, firme e forte, rodeada de pessoas que realmente gostam de mim. Passei por tantas aprovações, momentos que eu achei que não poderia mais suportar e consegui. No fim de todas essas aprovações fortes, veio a recompensa... Uma família que me apoia e os melhores amigos do MUNDO! Que estão sempre ali pra ajudar, pra dividir momentos felizes e tristes!
 
Como me sinto em estar completando 18 anos? Mudou alguma coisa?
Sim, agora posso ser presa! (#brincadeirinhasemgraça) E estou ansiosa pra comemorar essa data ao lado dos meus amigos!
 
 


0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados