Trend: Moda praia 2017/8

Leia mais

Diga não a Gordofobia

Leia mais

Trend: Tropicalismo

Leia mais

29.1.14

Entrevista com a Blogueira Ju Romano do Blog Entre Topetes e Vinis


Bom dia seus lindos.
Que linda quarta-feira né! :) #EstouFeliz 

Hoje eu vim trazer para vocês uma entrevista que eu fiz com a linda Blogueira Ju Romano.
Nossa vocês não imaginam a minha felicidade quando ela respondeu meu recado no Facebook topando dar esta entrevista... Não sei vocês, mais eu amo o trabalho dela, acho ela linda e diva demais, conheço o Blog Entre Topetes e Vinis a uns 4 anos e sou super fã ! #TaParei

Bem meus lindos, vamos a entrevista, espero que gostem e que seja uma forma de conhecerem melhor esta incrível Blogueira! 


1 - Começando do começo: quando e por que você criou o Entre topetes e vinis? Você tinha pretensões de fama?

Eu criei o ETV em 2009, na faculdade ainda, quando percebi que nenhum blog tratava de coisas reais, de consumo plausível para meninas que não eram herdeiras. 
Tinha um ou outro, mas nenhum dava muitas dicas para o dia a dia. 
Como eu sempre amei moda e beleza, era muito fácil falar disso. No começo o blog falava sobre muitas coisas, além de moda e beleza, como música, famosas, etc. 
Imagina! Eu nunca achei que ia ficar famosa e, na verdade, não sei se sou. 
Eu sei que têm pessoas que acompanham meu trabalho, mas fama é muito relativo.

2 - Você tem uma equipe que trabalha contigo ou tem pessoas que a ajudam em determinados momentos?

Eu tenho dois empregos na verdade, sou repórter de beleza no Portal MdeMulher, da Editora Abril, e tenho o blog. 
No blog, eu escrevo tudo sozinha, mas para tirar fotos dos looks preciso de ajuda, na maioria das vezes. 
Meu pai é o grande fotógrafo do blog (fofinho!) ele me ajuda muito e tem a maior paciência do mundo. 
Mas as vezes peço ajuda pro meu namorado ou pra minha irmã. É tudo em família! Hahaha

3 - Onde você busca inspiração para montar os seus looks?

Eu não tenho bem uma inspiração. Eu olho muita foto de moda, em modelos magrinhas, e muito blog gringo plus size. 
Acho que tudo fica gravado no meu subconsciente e na hora de montar os looks misturo com a minha personalidade.

4 - A blogosfera está vivendo um momento de ápice hoje. Você tem medo de que, no futuro, ela não seja mais tão acessada?

Eu acho essa pergunta muito interessante, principalmente porque eu a ouço há 3 anos... 
Eu acho que as blogueiras acharam um novo jeito de compartilhar informações, uma brecha que o jornalismo buscava há anos e não tinha conseguido encontrar. 
O que eu sinto é que não serão os blog que deixarão de ser acessados, mas que os outros veículos caminharão para um rumo parecido com o dos blogs. 
Essa ideia de compartilhar matérias de outros lugares, de dar um toque pessoal ao texto, de conversar com a leitora, sabe?

5 - O que é mais legal na vida de blogueira?

Olha, eu imagino que devem ter coisas muito mais legais na vida de blogueira, só que eu não levo uma. 
Eu levo uma vida de jornalista, tenho horário para entrar no trabalho e não tenho horário para sair, dou plantão, recebo salário, não é bem uma vida de blogueira. 
Agora o que eu mais amo na parte da minha vida dedicada ao blog é o carinho imeeeenso que eu recebo de pessoas que talvez eu nunca viesse a conhecer se não tivesse o blog. 
O que eu mais amo e o que me deixa mais realizada na vida é conseguir ajudar as pessoas e o blog e a “vida de blogueira” me proporciona isso.

6 - Você tem outra profissão além do blog?

Ahá! Acho que comentei acima, mas sim. Eu sou jornalista, repórter de beleza do portal MdeMulher, da Editora Abril.

7 - O que as blogueiras iniciantes podem fazer para garantir o sucesso?

Se eu soubesse, estaria rica! Hahaha Brincadeira. 
Eu acho que não existe uma receita pro sucesso. Acho que você tem que achar um nicho, criar um conteúdo relevante, ser sincera, humilde e muito dedicada. 
Algumas coisinhas básicas são essenciais, como bom português, afinal você está escrevendo um texto e não conversando com a sua vizinha, sabe? 
Outra coisa: fotos boas. Eu tenho um siricutico quando entro em um blog e a foto é ruim. Tem vezes que eu nem leio o post se a foto me der bode. 
Pode reparar, os grandes blogs têm fotos boas. 
E não é necessário um fotógrafo para isso, basta um pouco de dedicação e percepção. Informação você acha de monte na internet e hoje em dia os celulares têm câmeras ótimas que quebram um galho. 
Outra coisa é entender como funciona o “sistema” de compartilhar imagens, textos, etc. 
As informações não estão na internet para serem roubadas, se a blogueira vai pegar um texto ou uma foto que não foi produzido por ela, tem que dar crédito. 
São essas coisinhas que garantem a integridade de um blog e o que faz ele ir para frente.

8 - Como você faz para conciliar o blog e sua vida pessoal?

Não existe. O blog é minha vida pessoal. Tudo que eu sou se reflete no blog e tudo que acontece no blog se reflete em mim. Eu não consigo separar os dois.

9 - Qual a sua maior realização como blogueira?

A minha maior realização é ouvir “obrigada, Ju, você mudou a minha vida”. 
Essa frase, que graças a Deus eu já ouvi algumas vezes, é a frase que me deixa mais emocionada. 
Conseguir tocar e mudar para melhor a vida de uma pessoa é impressionante. 
Quando eu entrei pra fazer jornalismo eu queria salvar o mundo. Mas aí na faculdade e no mercado de trabalho, você percebe que não é bem assim. 
Com o blog eu consigo salvar o mundo, só que eu salvo um mundo por vez, o universo de cada pessoa.

10 - Quais são seus planos para o futuro?

Ui! Essa é difícil. As coisas na minha vida acontecem de forma tão rápida e mudam de forma tão brusca que eu não consigo nem pensar no próximo passo e ele já vem me dando uma voadora hahahah. 
Eu não quero abandonar o jornalismo, mas gostaria de verdade de ter mais tempo para me dedicar ao blog.
 Então, quem sabe pensar em alguma coisa nesse sentido, né?

11 - Você se lembra em que momento começou a se interessar por este mundo paralelo e a querer mostrar que somos todos iguais, independente do tamanho das nossas roupas?

Cara, é engraçado isso, né? Porque desde pequena eu tive esse senso de que todo mundo era igual e diferente ao mesmo tempo. 
Eu sempre respeitei e admirei diferenças. 
Na adolescência eu passei por um período difícil, como toda adolescente, de querer me encaixar e ser igual às outras (coisa que até os 13 anos eu nem ligava). 
Fiquei assim, mais ou menos, até os 17. Quando entrei na faculdade foi o clique que eu precisava. 
Lá tinha taaaanta gente diferente e taaaanta gente maravilhosa, que eu percebi que cada pessoa é um universo e não dá para comparar um a outro. 
Principalmente se baseando só na estética, que é tão pouquinho perto do que uma pessoa é.

12 - Hoje você tem um blog que recebe muitas visitas e tem um numero considerável de seguidores, o que faz para manter um publico fiel?

Eu acho que as pessoas me seguem porque eu não traio os meus princípios.
 E não é que eu não mude de ideia, mas eu não acordo um dia falando X e no outro defendo Y (a não ser que exista um bom argumento para que eu faça isso). 
Outra coisa é que eu não me vendi. Não é que eu não venda espaços publicitários no blog, porque isso é mais que justo já que eu tenho que pagar as contas e esse é um emprego também, mas é que eu não vendi o meu modo de pensar. 
Tipo, eu não vou falar bem de uma marca que eu não goste ou não acredite só porque ela pode se tornar um anunciante ou só porque ela me mandou um presente, sabe!?

13 - Você Se inspira em alguma blogueira?

Eita, eu não me inspiro, mas admiro muitas! No plus size, a Paulinha, do Grandes Mulheres, que é minha amiga e eu amo ela e o trabalho que ela faz.
 As gringas como a Nadia Abulhosn, a Gabi Gregg, a Stéphanie, nossa várias... 
Eu gosto de muitas blogueiras que não são plus também, como a Kah, do E aí, Beleza?, a Lia, do Just Lia, a Lu Ferrera, do Chata de Galocha, a Conz, do Futilish, a Bru Tavares, do Pausa Para Feminices, as meninas lindas do Coisas de Diva... Nossa são muitas!!! Tenho até medo de esquecer alguma. hahahahaha

14 – O que você achou do Blog Dreamy Fearless?

Eu gosto muito de blogs que têm uma pegada cultural. 
Tem muito blog pipocando por aí com “olha como eu sou linda”, cheio de selfies, contando como foi o incrível dia dela, sem dar nenhuma informação útil de verdade à leitora. 
Eu gosto quando entro em um blog e vejo uma coisa que nunca vi antes ou alguma coisa que me toque e me inspire. 
O Dreamy Fearless é cheio disso. 
Desde os ensaios de fotos até os textos sobre filmes e livros, trazem informações que eu desconhecia. É isso que as pessoas buscam quando entram em algum lugar.

15 - Como você costuma lidar com os comentários negativos?

Ó, no começo (há 5 anos) eu ficava com raivinha. Mas com o tempo eu amadureci e percebi que as pessoas têm todo o direito de ter uma opinião contrária à minha e que isso é super saudável inclusive.

16 - Quando você começou a se interessar por moda?

Desde que eu comecei a ler, com uns 3 ou 4 anos hahahahah.
 Na minha casa sempre teve muita revista e eu sempre ficava lendo sobre moda, beleza... Eu amo revistas femininas, embora eu ache que muita coisa ainda tem que mudar, eu as amo.

17 - O que você acha que mudou na sua vida depois que o Blog Topetes e vinis começou a ficar conhecido?

Eu comecei a me vestir melhor! Acredite! Hahahahah Eu sinto como se eu tivesse uma “obrigação” (mas no bom sentido) de trazer o melhor para a minha leitora, eu tenho que ser corajosa e me superar a cada dia por elas. Isso é muito bom!

18 - Pra você, o que é estar na moda?

É se vestir com personalidade, com a sua personalidade e não a de outra pessoa. 
É adaptar as tendências da passarela ao seu estilo, independente de quanto você vista. 

19 – Qual é a dica indispensável que você deixa para as meninas “gordinhas” que tem medo de usar o que gostam, porque se acham feias ou acham que a moda não combina com elas?

Liberte-se. Só. É só isso que você precisa ser feliz: se libertar das opiniões que te fazem mal e manter só as que te fazem bem. 
Pare de preconceitos consigo mesma, esses são os piores. 
Não importa o que qualquer pessoa tenha te falado até hoje, todo mundo tem sua beleza e você não é exceção!

20 – Qual a mensagem que você pode deixar para os Leitores do Dreamy Fearless?

Não tenha medo de se descobrir, descobrir do que você gosta e do que você não gosta. Não tenha medo de ser ridícula e ria um pouco de si mesma. 
Levar as coisas de forma mais leve é o primeiro passo para ser feliz!

-x-

E ai meus lindos, o que acharam?
A Ju é uma fofa né, eu super amei a entrevista e queria agradecer a ela pela chance deste contato com ela, já que tenho tanta admiração pelo Blog e pela pessoa que ela é!

E que tal dar uma admirada em alguns dos Looks Fantásticos dela? Veeeem :)


Então a Dica é: Não tenha medo de ser você mesmo, o que importa é ser Feliz!

Abaixo os links para que confiram o trabalho da Ju Romano.

Beijos :*


0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados