Trend: Moda praia 2017/8

Leia mais

Diga não a Gordofobia

Leia mais

Trend: Tropicalismo

Leia mais

30.4.15

O Universo - Por Tainan Amorim



Boa tarde meus leitores lindos, como estão?

Sentiram a minha falta? Nuss faz apenas uns dias que eu não posto, mais parece que faz anos! #risos Acho que estou muito acostumada com o DF <3 

Minha semana está sendo um tormento, correria no trabalho, com o Blog (Sim, vem novidades ai), com a Associação que eu trabalho... enfim, com a vida! #risos 

Maaais o importante é que hoje é véspera de feriado, um dia lindo e friozinho e que eu consegui finalmente uns minutinhos para vir aqui postar algo para vocês! 
Então, esse texto foi escrito em um daqueles dias em que meu mundo está se despedaçando, mais que o povo gosta! haha Eu acho que vocês se identificam com as minhas palavras, o que realmente me deixa muuuuito feliz! :)



O Universo - Por Tainan Amorim


"O universo não sabe como dói, essa coisa da gente não saber ao certo 
o que é e nem pra onde vai. 
E se sentir meio saturno, rodeado por tantos copos cheios e corações vazios. 
Ou meio Vênus, circulando pela vida com movimentos rotacionais lentos onde nunca encontramos o caminho. 
Talvez Júpiter, dotados de gigantescas dimensões, sem caber em lugar nenhum. 
O espaço sideral ainda é pouco pra nós. 
O mundo não sabe como é correr em círculos completamente desorientados, como é se afundar na gente e não achar mais a estrada de volta. 
Não sabe como é perder o eixo e se encontrar preso no meio fio da nossa própria exaustão. Nos afogamos nas correntezas de nós mesmos como quem não encontra a terra firme pra impulsionar o nado de volta pra superfície, onde dá pra respirar em paz e se livrar do peso da vida que nos empurra pra baixo, onde não dá pra alcançar o chão e nem voltar pra onde o sol acaricia o nosso rosto. 
Porque enquanto a vida martela nossos corações pelos muros da cidade, o universo permanece intacto. E as cicatrizes das nossas colisões internas ainda sangram de vez em quando, mas o tempo não para de correr e o mundo não sente o cansaço de ter que sobreviver aos terremotos sem cair ou mostrar o semblante machucado e entristecido. 
Não importa o quanto a existência nos deixe em ponto de ebulição, ele não silencia pra gente sangrar a dor de ser.

nosso choro inunda a cidade, mas o universo não se afoga na gente."


Então meus amores, é isso! 
Espero que gostem do texto, espero que poucos se identifiquem com esses pensamentos, afinal são tristes! #risos 

Lembrando vocês que talvez hoje ainda terá novidades aqui no DF <3 e desta vez eu não to nem falando de postagem e sim de uma novidade que vai ser... ahhh não posso falar! 
Vocês irão gostar :) #AssimEsperamos 

E não se esqueçam de participar da nossa promoção especial de Dia das Mães.
Lembrando que são muitos prêmios incríveis <3


Clique aqui e Participe! 

Beijinhos :* 



0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados