Fiz um Book Fotográfico, por Tainan Amorim

Leia mais

Papo de amiga - Gordofobia

Leia mais

Ser reservado não é tão ruim

Leia mais

5.6.15

Ilustrações: Palavras intraduzíveis.

Olá meninas, vocês sabiam que nem todas as palavras que percorrem o mundo possuem traduções para todos os países? E na verdade existem palavras que são praticamente intraduzíveis para outros idiomas. Seja por uma questão cultural ou simplesmente por uma limitação da língua, elas acabam não fazendo sentido quando traduzidas. E pensando nisso uma ilustradora britânica Marija Tiurina criou a série de ilustrações "Untranslatable Words"( em português, palavras intraduzíveis) Agora você pensa como assim?


PALAVRAS INTRADUZÍVEIS? Isso existe mesmo?- Sim! E um grande exemplo desses tipos de palavras na nossa linguá portuguesa é "SAUDADE" que é um grande exemplo de palavras que não tem tradução exata em outras línguas. E o mais legal é que a ilustradora conseguiu em delicados traços e desenhos explicam o significado de termos em diversas línguas. Onde apresenta ilustrações que mostram o verdadeiro significado de cada palavra. Acompanhando cada imagem, ela tenta explicar o conceito em inglês para facilitar o entendimento.

Cafuné, do português brasileiro: o ato de correr os dedos pelos cabelos de alguém ternamente. 

Gufra, do árabe: a quantidade de água que pode ser segurada em uma mão.

Schlimazl, do ídiche: uma pessoa com azar crônico.

Duende, do espanhol: o misterioso poder que uma obra de arte tem de tocar as pessoas profundamente.

Tingo, do pascuense: o ato de pegar todos os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.

Kyoikumama, do japonês: uma mãe que pressiona o filho para que ele tenha um bom desempenho acadêmico.

Torschlusspanik, do alemão: medo de que as possibilidades diminuam conforme a idade passa.

Palegg, do norueguês: qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.

Age-Otori, do japonês: quando você fica pior após um corte de cabelo.

Luftmensch, do ídiche: refere-se a alguém que é sonhador. Significa literalmente: pessoa aérea.

Baku-Shan, do japonês: uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.

Schadenfreude, do alemão: sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.

Tretar, do sueco: “tar” significa uma xícara de café e “patar” é o refil desta xícara. “Tretar” é o segundo refil.

L’appel Duvide, do francês: “a chamada do vazio” seria a tradução literal, mas sua melhor descrição seria descrever o instinto que surge de pular de prédios altos.


Muita fofura né? Espero que tenham gostado meninas, até a próxima :*

0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados