Diga não a Gordofobia

Leia mais

Sorteio de Réveillon

Leia mais

Papo de Amiga - Morar "sozinha"

Leia mais

11.1.16

Até breve, Major Tom!

Hi guys!
Eu poderia tentar escrever todos os motivos que me fizeram amar Bowie e lamentar sua morte, levando-me a lágrimas que talvez não derramaria por algumas pessoas que convivem comigo. A verdade é que tive - como muitos outros fãs - uma ligação muito forte com a sua arte, que quebra tabus sem o menor pudor. 
Sua genialidade, a coragem de se re-inventar e ser quem quisesse ser, independente do que a indústria da música desejava, são coisas raríssimas de se encontrar em um artista. David Bowie atuou, cantou, tocou, compôs, inspirou, criou e viveu de uma forma tão magnífica que não encontro palavras suficientemente fiéis ao que ele merece. Então, entre as milhares de homenagens que li e me emocionei, escolhi a que mais reconfortou o meu coração, que já sente uma falta gigantesca do nosso Camaleão do Rock.




David Bowie é flagrado entrando em disco voador 

para voltar à sua terra natal


O alienígena conhecido no planeta Terra como David Bowie foi visto embarcando em seu disco voador na madrugada desta segunda-feira.

Com uma longa carreira nas artes terráqueas, Bowie chegou ao planeta com 900 anos de idade, embora aparentasse ter apenas 25 quando lançou algumas das maiores canções populares até ali, sempre lembrando de suas origens fora deste planeta.

Algumas delas: “Space Oddity”, “Life on Mars?” e “Starman” (que resistiu bravamente a um atentado da banda brasileira Nenhum de Nós que a traduziu como “Astronauta de Mármore”).

Bowie estaria acompanhado de alguns amigos. Ziggy Stardust (aquele que conseguia tocar guitarra), Alladin Sane, Major Tom e White Thin Duke assistiram ao embarque do alienígena. Segundo os amigos, Bowie voltará à sua terra natal, um planeta muito mais avançado do que a Terra. Lá, um artista não é definido por sua sexualidade, não fica restrito a apenas um campo de atuação e pode se reinventar eternamente sem precisar dar satisfação a críticos.

“Nos sobraram cinco anos para chorar”, disse o amigo Ziggy Stardust, talvez sugerindo que o cantor faça uma volta em alguns anos.

No rádio de seu disco voador, Bowie mandou dizer que amava sua mulher e falou algumas palavras ao entrar em órbita:

– Estou muito acima do mundo. O planeta Terra é azul e não há nada que eu possa fazer.

As últimas palavras de David Bowie antes de seu disco voador alcançar a velocidade da luz foram: “Podemos ser heróis por um dia”.



                                                                                      -M Zorzanelli (Site Sensacionalista)



#RIPDavidBowie 


Em uma outra ocasião trarei para vocês o álbum novo lançado na última sexta-feira, Blackstar, que é o presente mais incrível que ele poderia ter deixado para a humanidade, como um verdadeiro grand finale da sua vida. Por enquanto, a única coisa que tenho a deixar registrado aqui é...

Até breve, Major Tom!  

0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados