Papo de amiga - Gordofobia

Leia mais

Chegou a hora de sair da Neblina

Leia mais

O poder do Óleo de Rícino

Leia mais

29.1.16

Sessão Pipoca 3: Para curtir o fim de semana sem sair de casa!

Salut!
Gostaria de pedir desculpas pelo meu desaparecimento, que não foi só apenas aqui no blog, afastei-me completamente da vida virtual. Qual o motivo? Não faço ideia. Não sei se a Netflix teve algo a ver com isso, minha crise existencial, TPM ou qualquer outra coisa. (Risos)
Apenas tive vontade de me manter afastada, então, peço desculpas mais uma vez!

Bem... Para compensar o tempão que fiquei sem postar, fiz uma lista dos melhores filmes que assisti nas últimas semanas, que incluem vencedores do Oscar e aqueles que mesmo não concorreram a essa grande premiação, foram muito bem recebidos pelo público. 

Espero que gostem!



Dark Places (Lugares Escuros) - 2015


Sinopse:
Libby Day (Charlize Theron) é uma mulher traumatizada pelo assassinato de toda a sua família, quando ela ainda era uma criança. Quando é abordada por uma sociedade secreta, especializada em investigar crimes não resolvidos, Libby é obrigada a relembrar sua tragédia familiar.



Da mesma forma que me surpreendi com o filme "Garota exemplar", fiquei estupefata com essa trama muito bem elaborada, nada convencional ou clichê, quase me fazendo enlouquecer com as revelações. Estou até pensando em adquirir o livro que inspirou o filme, afinal, só em assisti-lo dá para notar que a Gillian Flyn arrasa. 
A interpretação da Charlize Theron é um espetáculo a parte!  


Vacation (Férias Frustradas) - 2015


Sinopse:
Rusty Griswold (Ed Helms) trabalha como piloto de avião na EconoAir, uma companhia de baixo custo. Ele é casado com Debbie (Christina Applegate) e tem dois filhos, James (Skyler Gisondo) e Kevin (Steele Stebbins), que vivem brigando. Disposto a se divertir com a família, Rusty decide seguir os passos de seu pai (Chevy Chase) e comandar uma ida ao parque de diversões Wally World, localizado a dias de viagem. Rusty logo aluga um carro albanês, sem imaginar que a viagem em família será bem mais complicada do que imaginava.



Apesar de ter lido muitas críticas negativas sobre o filme, resolvi dar uma chance por conta dos atores que fazem parte do elenco e não, gente, não estou me referindo só ao Chris Hemsworth e seu belo físico. Confesso que o filme arrancou gargalhadas minhas do início ao fim e considero uma ótima opção para quem ama comédias.


Seven Psychopaths (Sete Psicopatas e um Shih Tzu) - 2013


Sinopse:
Marty (Colin Farrell) é um escritor pouco experiente que não encontra inspiração para seu novo texto, chamado "Sete Psicopatas". Seu melhor amigo é Billy (Sam Rockwell), um ator desempregado e ladrão de cachorros que está disposto a tudo para ajudá-lo. As ideias inusitadas de Billy colocam Marty na mira de um gângster temperamental, Charlie (Woody Harrelson), que não pensaria duas vezes antes de matar qualquer pessoa que pusesse as mãos em seu cachorro.



Eu realmente AMO esse filme! Tem gente louca, cachorro, Sam Rockwell usando touca de cachorro (nível excessivo de fofura apenas), Colin Farrel entrando em estado de choque, tiro e muito sangue... 
Existe coisa mais divertida que isso? No way, darling. (Risos)


To Kill a Mockingbird (O Sol é Para Todos) - 1962


Sinopse:
Jean Louise Finch (Mary Badham) recorda que em 1932, quando tinha seis anos, Macomb, no Alabama, já era um lugarejo velho. Nesta época Tom Robinson (Brock Peters), um jovem negro, foi acusado de estuprar Mayella Violet Ewell (Collin Wilcox Paxton), uma jovem branca. Seu pai, Atticus Finch (Gregory Peck), um advogado extremamente íntegro, concordou em defendê-lo e, apesar de boa parte da cidade ser contra sua posição, ele decidiu ir adiante e fazer de tudo para absolver o réu.



Ta aí um filme que todas as pessoas - incluindo crianças e adolescentes - deveriam assistir. Sério, gente, ao mesmo tempo em que fiquei indignada com o racismo, me emocionei com a integridade que Atticus Finch conduz em seu trabalho e na criação de seus filhos, que são as criaturinhas mais curiosas do mundo. Você precisam assisti-lo. AGORA


Sophie's Choice (A Escolha de Sofia) - 1982


Sinopse:
Em 1947 Stingo (Peter MacNicol), um jovem aspirante a escritor vindo do sul, vai morar no Brooklyn na casa de Yetta Zimmerman (Rita Karin), que alugava quartos. Lá conhece Sofia Zawistowska (Meryl Streep), sua vizinha do andar de cima, que é polonesa e fora prisioneira em um campo de concentração e Nathan Landau (Kevin Kline), seu namorado, um carismático judeu dono de um temperamento totalmente instável. Em pouco tempo tornam-se amigos, sendo que Stingo não tem a menor idéia dos segredos que Sofia esconde nem da insanidade de Nathan.



*Aplausos e mais aplausos*
M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. Por envolver uma sobrevivente do campo de concentração, é óbvio que já pode se esperar histórias tristes e muitas lágrimas. Além disso existe a relação turbulenta entre a Sophie (Maryl Streep mereceu muito o Oscar com essa atuação!) e Nathan, que acaba virando um triângulo amoroso com a chegada do Stingo. 
É um filme que você consegue captar com clareza a beleza em todos os momentos, felizes ou não, faz com que o torne em uma verdadeira obra-de-arte. Algo que você não consegue assistir somente uma vez. Recomendadíssimo! 


50/50 (50%) - 2010


Sinopse:
Inspirado em fatos reais. Adam (Joseph Gordon-Levitt) tem apenas 27 anos e descobre que está com câncer. O problema é que ele não fumava, não bebia e foi difícil entender porquê foi aparecer um tumor em sua vida. Mas para ajudar a enfrentar essa pedreira ele vai contar com a ajuda de seu melhor amigo Kyle (Seth Rogen), um cara muito alto astral, e também de uma analista (Anna Kendrick) que não é de se jogar fora. Dessa forma parece até que suas chances de sobrevivência em torno dos 50% não tão ruins assim. Será que não mesmo?



Mamis (Acho "mãe" ou "mamãe" tão formal!) e eu adoramos esse filme. Normalmente personagens com câncer me fariam chorar com sua dificuldade em aceitar que está doente, assim como seus familiares e amigos, no entanto, foi surpreendente me deparar com um enredo tão gostoso de assistir. O humor fez toda a diferença... É graças ao humor que esse longa encantador não se transformou em mais um clichê nesse mundo.
Ah, e a trilha sonora é igualmente encantadora! <3


Stand By Me (Conta Comigo) - 1986


Sinopse:
Gordie Lachance (Richard Dreyfuss), um escritor, recorda quando tinha entre doze e treze anos no verão de 1959 e vivia em Castle Rock, Oregon, uma localidade com 1281 habitantes. Gordie tinha três amigos inseparáveis: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O'Connell). Chris era o líder natural, Teddy era emocionalmente perturbado e, se Gordie era o intelectual do grupo, Vern era o mais infantil. Um dia Vern ouviu por acaso Billy Tessio (Casey Siemaszko) e Charlie Hogan (Gary Riley) comentando sobre o corpo de Ray Brower, garoto da idade deles que havia desaparecido. Cada um deu uma desculpa em casa e partiram para tentar encontrar o corpo. Nenhum deles imaginava que esta viagem se transformaria em uma jornada de autodescoberta que os marcaria para sempre.



Um filme sobre amizade e discriminação, mostra o quanto as crianças são mais maduras que os próprios adultos as vezes, que por sua vez nunca param para pensar se não estão fazendo algo de errado. A medida que o enredo avança, você consegue captar o amadurecimento de cada um e é lindo, pois apesar das discussões entre eles - principalmente por terem personalidades diferentes e sofrerem de diferentes problemas - são maduros o suficiente para pedirem desculpas após a raiva.
É uma ótima opção para quem quer assistir com a família! Um clássico!


The Courageous Heart of Irena Sendler (O Coração Corajoso de Irena Sendler) - 2009


Sinopse:
Baseado na verdadeira história de Irena Sendler, uma assistente social polaca que durante a Segunda Guerra Mundial ajudou a salvar cerca de 2500 crianças Judias, contrabandeando-as para fora do Gueto de Varsóvia.



Mais uma dica envolvendo a Segunda Guerra Mundial e mais uma heroína dessa época sombria. Sua história de coragem e amor ao próximo deve ser ouvida, vista e aplaudida por todos, por isso que ela tem um lugarzinho especial em minha seleção. Linda, linda. linda!


Serpico - 1973


Sinopse:
Na Nova York dos anos 70, Serpico (Al Pacino) é um policial jovem e idealista que, ao contrário de muitos de seus colegas, se nega a aceitar dinheiro oriundo da extorsão de criminosos locais. Com isso, ele passa a enfrentar a resistência de seus superiores em aceitar seus métodos pouco ortodoxos de combate ao crime e, mais, deixa clara a sua indignação diante da corrupção generalizada entre seus colegas da polícia, passando a colocar a própria vida em risco.



Serpico é o policial mais maluco, descolado, excêntrico e mais honesto em que já me deparei em um filme. Al Pacino (Casa comigo, meu amor?) não lembra nada de Michael Corleone ou qualquer outro papel que já tenha feito, ele me convenceu com facilidade que é Frank Serpico, o policial de Nova Iorque que não sucumbiu a corrupção. Me identifico com sua frustração com todo o sistema, que é tão corrupto quanto.
Recomendadíssimo!


Scarface - 1983


Sinopse:
Um criminoso cubano, Tony Montana (Al Pacino), é exilado de Cuba para Miami, EUA. Ao lado de alguns companheiros, um deles Manny Ribeira (Steven Bauer), Tony começa fazendo pequenos trabalhos para um chefão do tráfico de drogas, Frank Lopez (Robert Loggia), e em pouco tempo sobe na organização criminosa, enquanto sobem ainda mais suas ambições. Tony se apaixona por Elvira Hanckoc (Michelle Pfeiffer), esposa de seu chefe. Logo depois, Tony mata Frank, após esse ter tentado matá-lo. Tony chega ao topo do império da cocaína em Miami trabalhando ao lado do barão da coca Alejandro Sosa e ganha cada vez mais poder e dinheiro, entretanto começa a ter problemas devido ao vício em cocaína, problemas pessoais com sua irmã Gina e problemas com o imposto de renda o que acabam afetando indiretamente a Tony Montana e aos poucos o levam a ruína.



Say hello to my little friend!
É claro que não poderia faltar esse clássico que é pura violência, orquestrada por outra brilhante atuação de Al Pacino, mais conhecido como o meu futuro marido e pai dos meus futuros pequeninos mafiosos. (Risos) Prepare-se para ouvir muitos palavrões, tiros, drogas e sangue... Muito sangue. 
Um clássico que você não pode deixar de assistir, mas antes, por favor, tire as crianças da sala.


(Gif: tumblr.com  Fotos:comingsoon.net/ flickeringmyth.com/ heyuguys.com/ filmgrimoire.com/ filmaffinity.com/ adorocinema.com/ planet-phoenix.tumblr.com/ moviepostershop.com/ wallpart.com/ movieposter.com)


Para aqueles que estão a procura de mais dicas, podem conferir as minhas seleções anteriores.
Sessão Pipoca: Clique Aqui
Sessão Pipoca 2: Clique aqui

Até mais! 

0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados