Papo de amiga - Gordofobia

Leia mais

Chegou a hora de sair da Neblina

Leia mais

O poder do Óleo de Rícino

Leia mais

16.1.17

Meu método para criar e escrever

Olá, pessoas! Tudo certo?
Já falei tanto, tanto e tanto sobre bloqueio criativo, que não me passou pela cabeça que nunca compartilhei a parte mais feliz da vida de alguém que ama escrever. A fase de criar e dar vida, através das palavras, ao mundo e aos personagens que existem somente na mente do escritor. Não se trata apenas de sentar e escrever, como se fosse a coisa mais simples do mundo... Não, senhora.
Eu, que não passo de uma aspirante (e olha lá!), tenho meus próprios métodos, regras e manias antes que comece de fato a pôr tudo no papel, ou melhor, na memória do computador. (Risos)

Então, cá estou em mais uma vez para dividir com vocês um pouco daquilo que descobri ser uma das sete maravilhas do mundo, o ar que eu respiro e que sinto falta quando as engrenagens não estão funcionando. 
Quem sabe você não encontra aquela luz no fim do túnel que estava procurando? :)

Resultado de imagem para gif writing
Via bestanimations.com

  • LEIA MUITO E TERÁS REFERÊNCIAS 
Antes que comece a pensar em personagens, tramas, cidades fictícias ou não, reservo um tempo para me dedicar a leitura de livros que me interessam de alguma forma. Não importa se o gênero do livro é parecido com o que pretendo escrever, sou do tipo que busco conhecimentos de um extremo ao outro. Gosto de ter referências com relação ao estilo de escrita, decidir entre ser objetiva ou não, primeira, segunda ou terceira pessoa, mas sem perder o meu próprio estilo.

  • É REFERÊNCIA, NÃO PLÁGIO!
Se tem uma coisa que mais respeito nesse mundo, é a criatividade tanto dos escritores famosos, quanto dos (ainda) anônimos. Todo criador de conteúdo e aspirante a autor que se preze tem que ter o mínimo de talento, o mínimo de noção para saber quando está usando como referência e quando está plagiando quase que descaradamente. É importante ter confiança nas suas ideias, como também dar o seu melhor em todas as vezes que surgir uma nova. Seguir um caminho baseado em pegar pedaços daqui e dali não é algo digno de orgulho. 
Então, por mais que a insegurança me atinja, sempre aposto todas as minhas fichas em criar algo que eu goste, aprove e leria se fosse apenas leitora. 

  • PESQUISAR É FUNDAMENTAL
Já houve um tempo em que eu escrevia por instinto, das coisas que vi em filmes ou porque achei, na loucura que é a minha cabeça, que fosse certo. E quer saber? Ficou uma m****! (Risos)
Até que um belo dia tomei vergonha na cara e passei a me aprofundar nas profissões que escolhia para os personagens, esportes descritos em alguns capítulos, os temas que abordo no blog... Tenho até hoje páginas salvas  que tem a hierarquia militar, regras do baseball, pesquisas com relação a ovário policístico. Portanto não vá escrever sobre algo que você não tem a mínima noção, pois muitas pessoas perceberão esse importante detalhe. 

  • O NOME DIZ MUITO SOBRE O PERSONAGEM
É um pecado escolher um nome qualquer para seus personagens principais e secundários, como se não tivesse a mínima importância. Bem, para a neurótica aqui é importantíssimo que nome e sobrenome tenha a personalidade  e nexo com o histórico familiar do personagem. 

  • ELENCO DOS SONHOS
Sim, tenho a mania de juntar uma porção de artistas para definir um elenco perfeito, para aquela adaptação imaginária de uma minhas estórias para o cinema. Isso ajuda muito a minha imaginação a definir o rosto de cada um dos personagens.

  • PROIBIDO FALTAR TRILHA SONORA
Escrever e ler com música dá vida, te faz rir, sentir emoção, faz o coração acelerar, traz lágrimas aos olhos. Por isso, sempre que possível coloco os fones de ouvido e seleciono a playlist que tem tudo a ver com a trama com o que estou trabalhando no momento. A música transforma qualquer cena de filme, livros ou do cotidiano, se livra da mesmice.
Como por exemplo agora, a música What's up  está me deixando tão inspirada! (Risos)

  •  MELHOR HORA PARA ESCREVER: MADRUGADA, MADRUGADA E MADRUGADA
Quem me conhece sabe que durmo pouco e se pudesse dormiria toda noite as 4 horas da manhã pelo resto da minha vida, mas isso é impossível agora. Não só gosto da madrugada porque é quieto, passa os melhores seriados e filmes na TV, mais também por ser as horas mais produtivas do dia. De madrugada as palavras fluem com mais facilidade, sem qualquer frustração.  

  • VASTO VOCABULÁRIO
Dicionário se tornou um dos meus melhores amigos da vida! Se você conversar comigo provavelmente vai me ouvir gaguejar e falar "tipo" uma ou duas vezes, mas em minhas estórias encontrará um vocabulário completamente diferente. Cuido para que não haja repetição e muita gíria. Provavelmente achará que uma outra pessoa escreveu. (Risos)

  • NUNCA ESQUEÇA DE APERTAR O "SIM" DE SALVAR O ARQUIVO
Perdi a conta de quantas vezes passei uma noite inteira, escrevendo cerca de 5 a 7 páginas e quando resolvia me render ao sono, ao invés de apertar o "SIM" para salvar clicava em "NÃO". Ou seja, perdi o trabalho de várias horas. Uma frustração daquelas!

  • ESCREVA MUITO, TODOS OS DIAS SE FOR POSSÍVEL
Não há melhor forma de aprender do que praticar diariamente. Me arrisco a escrever textos sobre todos os aspectos da vida, faço rascunhos em guardanapos e crônicas em cadernos antigos. Isso mantém a minha sanidade mental e se você tentar, vai se sentir da mesma forma.




E aí, gostaram? Se identificaram com alguma parte do meu método? Tem alguma dica para me dar?
Não hesitem em compartilhar com a gente. 

Até a próxima!

Nós acompanhe também:

0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados