Diga não a Gordofobia

Leia mais

Sorteio de Réveillon

Leia mais

Papo de Amiga - Morar "sozinha"

Leia mais

28.11.17

O Universo

"O universo não sabe como dói, essa coisa da gente não saber ao certo 
o que é e nem pra onde vai. 
E se sentir meio saturno, rodeado por tantos copos cheios e corações vazios. 
Ou meio Vênus, circulando pela vida com movimentos rotacionais lentos onde nunca encontramos o caminho
Talvez Júpiter, dotados de gigantescas dimensões, sem caber em lugar nenhum. 
O espaço sideral ainda é pouco pra nós. 


O mundo não sabe como é correr em círculos completamente desorientados, como é se afundar na gente e não achar mais a estrada de volta. 
Não sabe como é perder o eixo e se encontrar preso no meio fio da nossa própria exaustão. 
Nos afogamos nas correntezas de nós mesmos como quem não encontra a terra firme pra impulsionar o nado de volta pra superfície, onde dá pra respirar em paz e se livrar do peso da vida que nos empurra pra baixo, onde não dá pra alcançar o chão e nem voltar pra onde o sol acaricia o nosso rosto. 

Porque enquanto a vida martela nossos corações pelos muros da cidade, o universo permanece intacto. E as cicatrizes das nossas colisões internas ainda sangram de vez em quando, mas o tempo não para de correr e o mundo não sente o cansaço de ter que sobreviver aos terremotos sem cair ou mostrar o semblante machucado e entristecido. 
Não importa o quanto a existência nos deixe em ponto de ebulição, ele não silencia pra gente sangrar a dor de ser.
nosso choro inunda a cidade, mas o universo não se afoga na gente."




Nós acompanhe também:

0 Comments:

Postar um comentário

 
Posts Relacionados