12.12.18

The Boy: Um terror diferente

Há um tempo atrás eu estava na febre Annabelle (sim, eu gosto) e decidi assistir esse filme, pois a sinopse vaga me fazia pensar que seria um bom passatempo ou algo semelhante, e acabei encontrando esse filme, que na verdade é uma caixinha de surpresas.

No Brasil, o filme é conhecido também pelo título: Boneco do Mal, e está disponível na Netflix.

SINOPSE: Greta (Lauren Cohan, a Maggie de The Walking Dead) é uma jovem mulher norte-americana, que busca fugir de seu passado cheio de problemas, e acaba aceitando um emprego em uma pequena aldeia na Inglaterra como babá para o filho de oito anos de um casal rico, ao chegar no local descobre que a criança na verdade é um boneco. 




ALERTA DE SPOILER

ANÁLISE: O interessante do filme é, se você gosta de filme de terror e quer assistir algo do gênero com uma pessoa que não gosta do gênero ou é medrosa, talvez esse seja o filme 😜. 

A Greta é contratada pelos pais do Brahms ou boneco, para ser babá durante o tempo que durar as férias do casal, e a moça aceita para se afastar dos problemas que teve com o ex. Para cuidar do Brahms há uma série de exigências:


REGRAS: 1) Nenhum Convidado. 2) Nunca Deixe Brahms sozinho. 3) Salve Refeições no Freezer. 4) Nunca Cubra Seu Rosto. 5) Leia uma História de Dormir. 6) Tocar Música Com o Volume Alto. 7) Limpe as Armadilhas. 8) Apenas Malcolm Traz Entregas. 9) Nunca sair sem Brahms.
10) Beijo de Boa Noite.

A moça não leva a situação a sério, e por vezes descumpre a lista de regras, e como em todo o filme de terror isso tem um resultado assustador. A primeira parte do filme trabalha com essa ideia do boneco ser ou não amaldiçoado, e por vezes você se pega perguntando se este seria uma versão de Annabelle.


Há uma cota razoável de jumpscares¹, mas nada muito amedrontador, e novamente ressalto que eles funcionariam bem para quem está pensando em se aventurar no gênero terror e tem algumas ressalvas.


O filme foi e é bastante criticado pelo desenrolar de sua segunda parte, a qual muda completamente a nossa ideia do que está realmente acontecendo ali. Além de que, consegue instaurar uma nova neura na sua cabeça. Há a presença de alguns estereótipos clássicos de filmes de terror como a protagonista entrar em um lugar que a porta abriu sozinha, e coisas do tipo, mas isso não diminui o valor da obra.

Por que assistir? Se você gosta de filmes de terror, e quer ver com alguém que tem medo, ou quer se aventurar nesse gênero e não quer pegar algo pesado logo de início, esse filme é uma boa sugestão. Nada muito pesado, além de ter uma uma história que consegue prender. A duração não é muito longa, e o ritmo é bom.

E, como dito anteriormente, o final é surpreendente.

¹Jumpscares: é uma técnica explorada por jogos, séries, filmes, para tentar assustar a audiência com uma mudança repentina ou surpresa abrupta.

Nós acompanhe também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário