24.1.19

Ver ou Não Ver: American Satan

   E aí, galeris, vocês já ouviram falar de American Satan?
  Para quem não conhece American Satan é um filme considerado como terror (mas na minha perspectiva ele é de um terror leve), o motivo do longa não ser considerado family friendly seria o uso de drogas, cenas de sexo e nudez, além de algumas cenas com o kpiroto. O filme também trabalha com temas como a fama, a indústria de armas e Rock.


    O diretor do longa é Ash Avilsen, que já trabalhou com Rob Zombie nos filmes A Casa dos 1000 Corpos  e As Senhoras de Salem. O elenco conta com a participação de Andy Biersack (vocalista da banda Black Veil Brides), Ben Bruce (guitarrista da banda Asking Alexandria) John Bradley (Game of Thrones), BooBoo Stewart (Crepúsculo, Descendentes), Mark Boone Junior (Sons of Anarchy), Bill Duke (Dragão Vermelho), Drake Bell (Drake e Josh), Sebastian Bach (ex-integrante da banda Skid Row), etc.
     

 TRAILER:

SINOPSE: American Satan acompanha alguns jovens tanto dos EUA, como da Inglaterra que  se mudam para a Sunset Strip, em Hollywood, em busca do sonho de se tornarem uma sensação do rock and roll. Durante a jornada, o grupo conhece um estranho e enigmático homem que, dizendo enxergar neles um potencial para se tornarem astros do rock.


ANÁLISE/ OPINIÃO: Para quem gosta desse tipo de filme, que conta com pactos e uma boa trilha sonora pode achá-lo um bom passatempo. Deixando claro que, o filme não tem jumpscare ou algo do tipo que pode vir a te deixar traumatizado ou uma semana sem dormir 😊.

 
  
    Um dos aspectos interessantes do filme, é a discussão sobre bullying, e como as pessoas que são consideradas "diferentes" do padrão da sociedade acabando sendo muitas vezes expostas a este tipo de agressão. Não há um grande aprofundamento sobre o tema, mas o levantamento deste em um filme com músicos conhecidos (por muitos jovens e adolescentes) agrega e muito a discussão.

    
   No decorrer do filme há várias referências das possíveis bandas de rock que teriam tido um encontro com o diabo. O que ajuda  consideravelmente na mística do filme, além de enriquecer a trama para quem se interessa por esse tipo de história.


   O filme pode pender para o lado clichê, mas a trilha sonora é boa e condizente com a trama. Quem a assina é  Jonathan Davis do Korn, e apresenta músicas de bandas como: Nightwish, The Pretty Reckless, In This Moment, etc.
    A banda que ganha vida no filme, chamada: The Relentless, tem até mesmo um álbum com as músicas originais da banda que são tocadas no filme.


    Detalhe importante, Andy Biersack pode ser o vocalista da banda no filme, mas sua voz não é utilizada (mesmo ele sendo vocalista).


    Segundo o diretor, Ash, o foco dele com Andy era a atuação, dessa forma a voz utilizada é de Remington Leith, vocalista da banda Palaye Royale. Ainda sob a perspectiva do diretor, a voz de Leith se encaixa perfeitamente com o personagem, por ela soar como uma alma torturada.


    Se você já ouviu o Andy em sua carreira solo, ou até mesmo com o Black Veil Brides, pode ficar meio decepcionado, pois a sua voz é realmente boa (para quem aprecia o estilo), e o fato dessa escolha do direito de não utilizada acabou revoltando alguns fãs. 


    Dica, se você iria assistir porque como eu é fã de Black Veil Brides ou Asking Alexandria, mesmo eles não tocando necessariamente no filme, a atuação de ambos, Andy e Ben, estão condizentes com o papel que lhes foi dado. E a trilha sonora é realmente boa.
E aí, Galeris, ver ou não ver?

Nós acompanhe também:


Nenhum comentário:

Postar um comentário