23.3.19

Capitã Marvel

Oi, oi, oi, como vai você?

Eu tô legal, tentando não pirar com as coais ruins que tem acontecido e agradecendo ao universo e a Deusa que eu não fui atingida, nem minha família e amigos, (apesar de achar que certas decisões e coisas vão nos afetar mais cedo ou mais tarde, já que interferem na vida de todos).

Enfim, eu tô bem e espero que você também.

Vamos falar desse filmão da porra que ta no cinema? Óbvio que vamos.


Primeiramente, me deixe dizer, se você ainda não viu, larga tudo e corre pro cinema, agora, depois você volta e lê!

Vai lá, eu te espero, sérião!!!!

Brincadeiras a parte, se ainda não assistiram, assistam, o filme é incrível, fotografia, figurino, a trilha então é maravigold!

O elenco é perfeito, Jude Law arrasa como sempre, nunca vi ele fazer um papel ruim, mesmo que o filme seja duvidoso.

Devo dizer que a abertura é uma homenagem ao mestre Stan Lee e eu quase chorei! (Yeap, apesar de não parecer, eu tenho sentimentos e sou uma mocinha meiga cof cof).

A história do filme é bem contada, explica várias coisas do universo cinematográfico da Marvel, conta um pouco da história de outros personagens, além da própria Carol Danvers, nossa linda maravilhosa perfeita incrível charmosa fodona e perfeita Capitã Marvel, me desculpem os outros heróis, mas ela coloca todo mundo no bolso, dá aquela sambada básica no salto trinta à lá Lady Gaga e sai poderosa mexendo as madeixas louras sedosas.


A atuação da Brie Larson tá demais, ela consegue passar emoções e conflitos de forma incrível, e você quer, junto com ela, socar os vilões e ajudar quem precisa.

Mas ela não precisa de ajuda, ela soca todo mundo, depois ainda é fofa!

Ela é inteligente, segura, forte, com um caráter invejável, um ótimo senso de justiça, uma intuição incrível e consegue deixar os próprios conflitos de lado, quando alguém precisa e saber ser humilde e se redimir pelos erros.

Não sei se posso chamar de erros, visto que o que ela sabe e acredita é a única versão do que ela conhece, então ela defende e acha que está certa, até que outras visões do universo sejam apresentadas e ela tome uma decisão.

Só tem uma cosia que não curti no filme, que pra mim é um erro horrível, ou uma confusão de datas, que me deixou muito incomodada. Tirando isso, que está no próximo parágrafo, o filme foi perfeito.
Se você não quer spoiler pule o parágrafo abaixo também.

ALERTA DE SPOILER (qualquer coisa pula esse parágrafo): Carol tem uma melhor amiga, Maria Rambeau (Lashana Lynch), que tá maravilhosa também, e ela tem uma filha, acontece que a menina reconhece a tia Carol logo que a vê, Mônica não deve ter mais de 11 anos, mas a Carol sumiu fazem 6 anos, logo a menina tinha 5 anos quando isso aconteceu, as fotos e a reação dela ao encontrar a melhor amiga da mãe, não batem com isso, pois uma criança até 5/6 anos não guarda tantas memórias, o que ela lembra são o que os adultos contam e elas vêem em fotos. Essa coisa toda me deixou incomodada e um pouco irritada.
FIM DOS SPOILERS


Já viram o filme? Gostaram? O que acharam? Concordam comigo? 
Deixe seu comentário e vamos falar sobre isso.

Tenha uma semana linda, iluminada e maravilhosa. 
Beijos de luz e até o próximo post.


Nós acompanhe também:




Nenhum comentário:

Postar um comentário