9.3.19

Eu não estou pronta para envelhecer

Oi, oi, oi, como vai você?
Eu estou bem, um pouco menos neurótica e pirando do que quando comecei a escrever este post.
Eu espero que você esteja bem!
Eu sempre entro na BAD quando meu aniversário se aproxima, vocês também passa por algo assim? 

Seres humanos são complexos... E eu sou uma confusão muito louca de experiências, sentimentos, ideias, sonhos e coisas. 
Esses dias estava super me empolgando com a proximidade do meu aniversário, querendo planejar um monte de cosia.
Normalmente eu não gosto desse dia, não gosto dos parabéns mecânicos (face e redes sociais), nem parentes que só falam com você em velórios, casamentos, natal e aniversário. Tive alguns aniversários ruins e sei lá, a data ficou bugada. 
Mas esse ano eu pensei que seria diferente, planejamos uma viagem, mas deu errado, ia ser uma "comemoração" da data pra mim. Tinha até pensado em tentar fazer alguma coisa e chamar alguns amigos (aqui de SC, pois a maioria ta lá no PR e não rola né e não vai dar pra ir, como eu queria).
Mas como todo ano veio a BAD da data, só que esse ano veio muito mais cedo, essa bad normalmente vinha na semana ou uns 15 dias antes, esse ano falta mais de um mês (comecei a escrever esse post faz diaaaaaasssss) e ela já esta aqui, pode ser a Tensão Pós Menstrual do mês que tá afetando, sei lá. Mas a BAD veio, veio forte e veio com tudo e eu não tô sabendo e não tô conseguindo lhe dar com ela! (HELP!).
Eu tô envelhecendo e não sei dar conta disso.
Eu fico comparando minha vida com a dos outros, hábito de merda, eu sei, fico me martirizando por tudo que eu não tenho e não fiz e não consegui e por tantos outros NÃOS na minha vida.
Não estou dizendo que eu estou infeliz, ou que eu seja ingrata, jamais, eu sei o quanto tenho coisa incríveis na vida, o quanto eu já fiz, o quanto já conquistei e tal, sei que tenho muita coisa boa na vida, que eu já cheguei longe, que já superei muita coisa, que eu tenho, sou e consegui muito! Eu sei disso, eu sou grata a isso!
Mas eu não consigo deixar de pensar em tudo que eu não fiz, que eu não tenho, que eu não sou, que eu queria ou quero e não tenho, não fiz e não tive. Nem deixar de me comparar com outros e pensar que eles são melhores ou estão melhores que eu.
E eu estou ficando velha e talvez não tenha mais idade pra isso ou aquilo, não tenha mais tempo pra isso ou aquilo, que já passei da idade, que já não dá mais, que não é o suficiente, que eu devia ter feito antes, ter tentado antes e que agora já não rola mais, está tarde, pois eu estou ficando velha.
Envelhecer é difícil, eu não estou preparada pra isso. Não existe receita, ajuda ou qualquer coisa, que possa amenizar essa loucura toda, que possa apaziguar meus pensamentos, minha alma e me fazer ficar bem. 
Eu estou ficando velha e ainda não sei o que quero da vida, nem o que to fazendo no mundo, se eu tenho algum propósito ou se sou só mais um grão de areia, inútil e fútil no universo.
Tão pequena, insignificante e sem propósito, que estar viva, morta, feliz, triste, louca, sã, sóbria ou chapada não faz a menor diferença. 
Sou substituível e o mundo continua sem mim, como se nada tivesse mudado. 
Eu não sei envelhecer, pois eu mal e mal me acostumei com a ideia de ser adulta. 

Não estou dizendo que envelhecer é ruim que ser adulto ou algo assim seja ruim, só estou dizendo, eu eu não estou sabendo lhe dar com isso e pra mim tem sido difícil, alguns dias mais do que outros.

(Pra ilustrar que envelhecer pode ser legal, olha a Meryl Sreep, ela fica mais maravilhosa a cada segundo)

Espero que vocês não passem por isso e tenham uma semana incrível. 
Beijos de luz e até o próximo post.


Nós acompanhe também:


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário