31.12.19

O Potinho da Gratidão: Resultado

Oi, oi, oi, como vai você?

Eu estou bem, feliz porque esse ano tá acabando, desejando, mentalizando que o próximo ano seja mais calmo, pode ser intenso como esse, mas preferia mais ameno.

Minha primeira postagem deste ano foi sobre fazer um potinho de amor e um de gratidão, de coisas boas, se você não lembra pode ver aqui, e aproveita e já prepara um para esse ano que inicia.

(pic do meu potinho lindo e cheio)



2019 foi um ano de altos, baixos, loopings, reviravoltas e um milhão de coisas, caraca, como aconteceram coisas, tanto boas como ruins, como todos os anos, como toda a vida, afinal, pra gente saber e poder apreciar a doçura, precisamos experimentar, experienciar o amargor, as divergências. 

Eu não segui a risca o propósito do potinho, que seria fazer todos os dias um bilhetinho ou mais com coisas boas, houveram meses e semanas que eu deixei passar, depois eu tentei lembrar de algumas delas e anotar, mas ainda assim, o pote encheu.

Hoje, dia 31 eu vou reler o que anotei, eu vou lembrar do que aconteceu, eu vou sorrir de novo com essas memórias, eu vou ser feliz de novo. Houveram momentos ruins, obviamente, vários deles, algumas semanas foram puro stress, alguns dias foram uma loucura, mas eles me deixaram mais forte, me deram lições, eles foram necessários, de alguma forma. 


Agora que o ano termina, eu acredito, que apesar de tudo, toda a loucura, stress, toda a correria e tudo que de ruim aconteceu, eu estou no lucro, eu fecho 2019, fecho o ano no positivo, em muitos áreas, em todas elas. 

Uma retrospectiva rápida:
- Começamos o ano com dívida (cerca de 3 mil taokeis) - finalizamos o ano basicamente no azul, contas em dia e sem comer pão com ovo e água na virada. 
-Comecei o ano empregada, mas não mais motivada e feliz em pagar os boletos - finalizo o ano fora do mercado de trabalho formal, mas com ótimas perspectivas para o ano novo, mas caso não dê certo, a gente volta a vida de proletariado. 
-Estava infeliz com a cidade, a vida em geral aqui  (quase sem amigos e vida social, após 2/3 anos aqui) - finalizo o ano com ótimos amigos, mais próximos e com altos roles massas para fazer.
-Comecei o ano com um gato fofo - agora tenho 2 gatos fofos.
-Aprendi muita coisa esse ano.
-Estou trabalhando para ser uma pessoa melhor (mais positiva, mais calma, mais grata, ter mais fé, sonhar e realizar mais).
-Não me separei de ninguém importante pra mim este ano, que foi repleto de tragédias e mortes, algumas me abalaram, mas eu tive sorte, de não ser diretamente atingida e sou grata por isso. 
-Ainda sou réu primário, mesmo parecendo às vezes, que queriam muito que eu perdesse ele.
-Descobri músicas, séries, livros, filmes novos e incríveis.
-Ri muito, chorei um bocado.
-Sobrevivi e voltei a viver, (sobreviver não me basta e eu estava no automático por um tempo).
-Escrevi um livro, de um capítulo iniciado a anos, retomei o projeto  e finalizei e estou orgulhosa do resultado.
-Foda-se a modéstia, viva o amo próprio, reconheço mais ainda minha inteligência, minhas qualidades, tudo que sou de bom, tudo que tenho melhorado.
-Fiz um book fotográfico, com meu namorado de fotógrafo. 
-Mantive contato e vi amigos, socializei, amei, sorri, ri, bebi, conversei e me diverti pra caramba. (Obrigada pelos roles alcoolicos CARDECIMAR - JUCIPART <3).
-Mais muitas outras coisas, pequenas e grandes.


Espero que você também fechem o ano no positivo e que o ano que inicia seja ainda melhor.

Feliz ano novo, carinho nos pets #enfiaorojãonocu e nos crushs, beba água e encham a cara também, fiquem seguros, salvos e felizes. Beijos de luz e até o próximo post e próximo ano. 



Nós acompanhe também:

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário